Controle de Qualidade de Alimentos

 

O Laboratório de Controle de Qualidade de Alimentos - LABQUALI é o Laboratório Oficial da Agência Goiana de Defesa Agropecuária– AGRODEFESA. Situa-se à Rodovia R2 S/N° Campus II – Goiânia – Goiás, CEP: 74685-210. Possui o telefone (62) 3201-2323 e e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..  O laboratório está estruturado em área física e instalações compatíveis para a realização de suas atividades. Possui equipamentos, métodos analíticos apropriados e profissionais qualificados para a execução, interpretação e descrição dos resultados dos ensaios laboratoriais, atendendo:

  • Às necessidades das autoridades regulamentadoras por meio das Portarias, Instruções Normativas e Legislações aplicáveis;
  • Aos requisitos estabelecidos pela ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017;
  • Às necessidades dos clientes buscando sua satisfação;

São realizadas análises microbiológicas e físico-químicas dos produtos de origem animal e água, oriundos dos estabelecimentos e indústrias cadastradas no Serviço de Inspeção Estadual – SIE/GO, como auxílio ao controle de qualidade dos alimentos produzidos e/ou manipulados e apoio as ações de Fiscalização da AGRODEFESA

Política da qualidade do laboratório:

“Realizar exames físico-químicos e microbiológicos em alimentos de origem animal, de acordo com métodos oficiais preconizados e suportados por um Sistema de Gestão em conformidade com os requisitos da NBR ISO/IEC 17.025:2005, buscando sempre obter resultados confiáveis, de modo a dar suporte às ações de fiscalização da AGRODEFESA e apoio às empresas que fabricam e/ou manipulem alimentos de origem animal, buscando suprir as necessidades dos clientes. Fidelizar o pessoal envolvido com as necessidades dos clientes, através do pleno conhecimento de todo Sistema de Gestão e assegurar o controle de qualidade nas etapas do processo. Manter e melhorar, continuamente, o Sistema de Gestão comprometido com os princípios de ética, imparcialidade e livre de pressões externas”.

O setor de microbiologia é responsável por realizar as análises microbiológicas de acordo com métodos oficiais preconizados, visando o controle da qualidade microbiológica dos produtos de origem animal, comercializados no Estado de Goiás.O setor de Físico-Química é responsável por realizar as análises físico-químicas de acordo com a legislação vigente e as necessidades da AGRODEFESA, visando sempre a comercialização de alimentos dentro dos padrões de qualidade estabelecidos por seus Regulamentos Técnicos, e o apoio à fiscalização da AGRODEFESA, assim como a detecção de fraudes nos produtos comercializados com o selo do SIE.São realizadas análises físico-químicas e microbiológicas em água, leite e derivados, carne e derivados, ovos e derivados, mel e derivados, pescados e similares, além de alimentos prontos para o consumo. O preço cobrado pelas análises está especificado na tabela de preços estabelecida pela Instrução Normativa deste documento e pode variar de acordo com o produto e as provas realizadas.

Política da Qualidade

 

Termos e Condições do Laboratório

Análise Crítica de Pedidos, Propostas e Contratos - Termos e Condições

 

 

Número de produtos analisados por mês (Média)

  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOS DE CLIENTES NO SETOR DE FÍSICO-QUÍMICA: 180
  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOS DE CLIENTES NO SETOR DE MICROBIOLOGIA: 189
  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOS DE FISCALIZAÇÃO NO SETOR DE FÍSICO-QUÍMICA:61
  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOS DE FISCALIZAÇÃO NO SETOR DE MICROBIOLOGIA:69
  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOS NO SETOR DE FÍSICO-QUÍMICA: 241
  • NÚMERO DE PRODUTOS ANALISADOSNO SETOR DE MICROBIOLOGIA: 258
  • TOTAL DE PRODUTOS ANALISADOS ORIUNDAS DE CLIENTES:369
  • TOTAL DE PRODUTOS ANALISADOS ORIUNDAS DE FISCALIZAÇÃO:130
  • TOTAL DE PRODUTOS ANALISADOS NO LABORATÓRIO:499
  • TIPOS DE PRODUTOS ANALISADOS NO SETOR DE FÍSICO-QUÍMICA:45
  • TIPOS DE PRODUTOS ANALISADOS NO SETOR DE MICROBIOLOGIA:51
  • TIPOS DE PRODUTOS ANALISADOS ORIUNDOS DE CLIENTES:47
  • TIPOS DE PRODUTOS ANALISADOS ORIUNDOS DE FISCALIZAÇÃO:16
  • TOTAL DE TIPOS DE PRODUTOS ANALISADOS NO LABORATÓRIO:51

 

Equipe do LABQUALI

  • Gerência:
    • Pryscilla Vanesa Rodrigues Gonçalves – FEA - Médica Veterinária - Hérika Xavier Costa - FEA - Médica Veterinária
  • Secretaria Geral:
    • Christina Duarte dos Santos – Assistente de Gestão
    • Bruno Colares Thiago – Assistente de Gestão Administrativo - Engenheiro de Alimentos
  • Recepção e Triagem de Amostras:
    • Daniel Augusto de Medeiros Vieira - FEA - Médico Veterinário
    • Fábio Corrêa Magalhães – Auxiliar de Gestão Administrativa
  • Setor de Microbiologia:
    • Aline Barichello - FEA - Médica Veterinária
    • Henricson Nascimento Custódio- FEA - Engenheiro de Alimentos
    • Hérika Xavier Costa – FEA – Médica Veterinária
    • Luanne Puglisi Marreto - FEA - Médica Veterinária
    • Saray Araújo Brandão Maranhão - FEA - Médica Veterinária
  • Setor de Físico-química:
    • Antonio dos Santos Neto - FEA - Médico Veterinário
    • Juliana Alves Dias - FEA - Médica Veterinária;
    • Oyama Rodrigues da Silva - FEA - Médico Veterinário
    • Wilton Rosa Ribeiro - FEA - Médico Veterinário
  • Setor de Preparação de Meios de Cultura:
    • Flávio Barros Sant'Anna - FEA - Médico Veterinário
    • Fabiane Missima - FEA - Médica Veterinária
    • Nonimar Amaral Rosa - Comissionada - Supervisor B
  • Setor de Lavagem e Esterilização:
    • Francisco José de Souza - Agente de Fiscalização
  • Coordenação da Gestão da Qualidade
    • Hérika Xavier Costa - FEA - Médica Veterinária

 

Ensaios Analíticos realizados no LABQUALI

 

Setor de Microbiologia:

Responsável por realizar as análises microbiológicas de acordo com métodos oficiais preconizados, visando o controle da qualidade microbiológica dos produtos de origem animal, comercializados no Estado de Goiás. São realizadas análises microbiológicas em água, leite, carne, ovos, mel, pescados e todos os seus derivados, além de alimentos prontos para o consumo.

MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Água

Bactérias heterotróficas

Determinação quantitativa pela técnica de inoculação em Profundidade

SMEWW. 9215 B, 2012

Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 9215 B. 22ª edição, 2012.

Coliformes totais

Determinação pela técnica de Presença/Ausência

SMEWW. 9221 D, 2012

Standard Methods for the examination of Water and Wastewater. 9221 D. 22ª edição, 2012.

Escherichia coli

Determinação pela técnica de produção de indol

SMEWW. 9221 G, 2012

Standard Methods for the examination of Water and Wastewater. 9221 G. 22ª edição, 2012.

 

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

Lácteos e derivados

 

 

 

Ovos

Micro-organismos mesófilos aeróbios (Contagem padrão)

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

 

Obs: Aplica-se a produtos que requerem uma contagem confiável quando um limite baixo de detecção é especificado (abaixo de 102/g ou 102/mL para amostras líquidas ou abaixo de 103/g para amostras sólidas);

ABNT NBR ISO 4833-1: 2015

International Organization for Standardization. ABNT NBR ISO 4833 -1: 2015. Microbiologia da cadeia produtiva de alimentos - Método horizontal para a enumeração de Microrganismos. Parte 1: Contagem de colônias a 30 ° C pela técnica de pour plate.

Lácteos e derivados

Fungos e leveduras

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

ISO 6611-

IDF 94:2004

International Organization for Standardization. ISO 6611 - IDF 94: 2004 –Milk and milk products -- Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or moulds -- Colony-count technique at 25 degrees C.

Lácteos e derivados

Enterobacteriaceae

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

ISO 21528-2: 2017

International Organization for Standardization. ISO 21528-2 -Microbiology of the food chain - Horizontal method for the detection and enumeration of Enterobacteriaceae - Part 2: Colony-count technique

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Produtos destinados ao consumo humano

Clostridium perfringens

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

ISO 7937:2004

International Organization for Standardization. ISO 7937: 2004 - Microbiology of food and animal feeding stuffs: Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens: Colony-count technique.

Produtos destinados ao consumo humano

Coliformes totais

a 30ºC

Determinação quantitativa pela técnica de tubos múltiplos (NMP)

 

Obs: Este método de enumeração é aplicável quando o número procurado estiver na faixa de 1 a 100 por mililitro ou por grama da amostra de ensaio.

ABNT NBR ISO 4831:2012

International Organization for Standardization. ABNT NBR ISO 4831: 2012 - Microbiologia de alimentos para consumo humano e animal - Método horizontal para a detecção e enumeração de coliformes - Técnica do número mais provável.

Produtos destinados ao consumo humano

Coliformes totais

a 30ºC

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

 

Obs: Esta técnica é recomendada quando se espera que o número de colônias seja superior a 100 UFC por mililitro ou por grama da amostra

ABNT NBR ISO 4832:2012

International Organization for Standardization. ABNT NBR ISO 4832: 2012 - Microbiologia de alimentos para consumo humano e animal - Método horizontal para a enumeração de coliformes - Técnica de contagem de colônia.

Produtos destinados ao consumo humano

Coliformes a 45ºC

Determinação quantitativa pela técnica de tubos múltiplos (NMP)

 

Obs: Este método de enumeração é aplicável quando o número procurado estiver na faixa de 1 a 100 por mililitro ou por grama da amostra de ensaio.

CMMEF, 2015.

Chapter 9

Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Foods. Chapter 9, 5a edição, 2015.

Produtos destinados ao consumo humano

Coliformes a 45ºC

Determinação quantitativa pela técnica de contagem por inoculação em Profundidade

 

Obs: Esta técnica é recomendada quando se espera que o número de colônias seja superior a 100 UFC por mililitro ou por grama da amostra

IN 30/2018

Método 6

MAPA. IN N° 30, de 26 de junho de 2018. Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - Métodos Microbiológicos 6 - Contagem de Coliformes Termotolerantes e Coliformes Totais em alimentos.

Produtos destinados ao consumo humano

Salmonella spp.

Determinação pela técnica de Presença e ausência

ISO 6579-1:2017

International Organization for Standardization. ISO 6579-1:2017 -Microbiology of the food chain -- Horizontal method for the detection, enumeration and serotyping of Salmonella -- Part 1: Detection of Salmonella spp.

Produtos destinados ao consumo humano

Staphylococcus coagulase positiva

Determinação quantitativa pela técnica de contagem em Superfície

ABNT NBR ISO 6888-1:2016

International Organization for Standardization. ABNT NBR ISO 6888-1: 2016 - Microbiologia de alimentos para consumo humano e animal — Método horizontal para enumeração de estafilococos coagulase positiva (Staphylococcus aureus e outras espécies). Parte 1: Técnica usando ágar Baird-Parker.

DS 005- Escopo De Ensaios Microbiológicos

 

Setor de Físico-química:

Responsável por realizar ensaios físico-químicos de acordo com a legislação vigente e as necessidades da AGRODEFESA, visando a comercialização de alimentos dentro dos padrões de qualidade estabelecidos por seus Regulamentos Técnicos, e o apoio à fiscalização da AGRODEFESA, assim como a detecção de fraudes nos produtos comercializados com o selo do SIE. São realizadas análises físico-químicas em água, leite, carne, ovos, mel, pescados e todos os seus derivados, além de alimentos prontos para o consumo.

MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Água

Dureza Total

Quantificação de carbonatos por titulação com EDTA

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

pH

Potenciometria

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

Sólidos Dissolvidos Totais

Gravimetria

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição - FUNASA – 2013

 

 

MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

 

 

 

Carnes e derivados cárneos

 

 

 

 

 

 

Pescado e produtos da pesca

Amido quantitativo

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Carboidratos totais

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Gordura total

Ensaio butirometrico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Nitritos

Espectrofotometria/Colorimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

pH

Potenciometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Umidade e voláteis

Gravimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

 

MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Mel

Acidez

Tutulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Açúcares redutores

Tittulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Sacarose Aparente

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Umidade

Refratrometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

OVOS e derivados

Sólidos Totais

Gravimetria

AOAC 925.30

AOAC 925.30 Solids (Total) in Eggs

pH

Potenciometria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Gordura

Ensaio butirométrico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Leite e lácteos derivados

Açúcares totais

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Açúcares solúveis

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Acidez

Titulometria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Alizarol

Colorimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Amido qualitativo

Colorimetria

 

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Cloretos qualitativos

Colorimetria

 

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Crioscopia

Índice Crioscópico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Densidade a 15ºC

Densimetria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Extrato seco desengordurado

Gravimetria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Extrato seco total

Gravimetria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Gordura total

Ensaio Butirométrico

NMKL 40

Fat content. Determination in milk using a butyrometer - the Gerber method. (NMKL 40, 2. Ed. 2005)

Lactose

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Neutralizantes da acidez

Colorimetria

 

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Peroxidase

Colorimetria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Peróxido de hidrogênio

Colorimetria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

pH

Potenciometria

Manual de Métodos Oficiais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal - versão vigente disponível em https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios

Umidade e voláteis

Gravimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

DS 006- Escopo De Ensaios Físico- Químicos

 

Encontram-se descritos abaixo o rol dos ensaios físico-químicos ofertados pelo laboratório de controle de qualidade de alimentos (LABQUALI).

 

 

Escopo Ensaios Fisico-químicos (ÁGUA E PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL)

MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Água

Dureza Total

Quantificação de carbonatos por titulação com EDTA

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

pH

Potenciometria

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

Sólidos Dissolvidos Totais

Gravimetria

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

Manual Prático de Análise de Água, 4ª edição  - FUNASA – 2013

 

 

 

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

 

 

Carnes e derivados cárneos

 

 

 

 

 

 

Pescado e produtos da pesca

 

Amido quantitativo

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Carboidratos totais

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Gordural total

Ensaio butirometrico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Nitritos

Espectrofotometria/ Colorimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

pH

Potenciometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Umidade e voláteis

Gravimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Mel

Acidez

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Açúcares redutores

Tittulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Sacarose Aparente

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Umidade

Refratrometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Ovos e derivados

SolidosTotais

Gravimetria

AOAC 925.30

AOAC 925.30 Solids (Total) in Eggs

pH

Potenciometria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Gordura

Ensaio butirometrico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

 

CLASSE DE MATRIZ

DETERMINAÇÃO

TÉCNICA

MÉTODO

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Leite e  derivados lácteos

Açúcares totais

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

MétodosFísico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Açúcares solúveis

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

MétodosFísico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Acidez

Titulometria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Alizarol

Colorimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

MétodosFísico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Amido qualitativo

Colorimetria

 

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Cloretos qualitativos

Colorimetria

 

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Crioscopia

ÍndiceCrioscópico

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

MétodosFísico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Densidade a 15ºC

Densimetria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Extrato seco desengordurado

Gravimetria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Extrato seco total

Gravimetria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Gordural total

Ensaio Butirométrico

NMKL 40

Fat content. Determination in milk using a butyrometer - the Gerber method. (NMKL 40, 2. Ed. 2005)

Lactose

Titulometria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

MétodosFísico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Neutralizantes da acidez

Colorimetria

 

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Peroxidase

Colorimetria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Peróxido de hidrogênio

Colorimetria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

pH

Potenciometria

IN 30/2019

I-Métodos químicos

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal – 2º Ed, 2019. Métodos químicos.

Umidade e voláteis

Gravimetria

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

Métodos Físico-químicos para Análise de Alimentos, Ed. IV – I.A.L. – 2008

 

 

Valores dos Ensaios Analíticos

Estabelecidos no Decreto Estadual nº 7.887 de 22/05/2013.

 

Agendamento

O agendamento para envio de amostras é realizado pelo site da AGRODEFSA (www.agrodefesa.go.gov.br), via SIDAGO, com um mês de antecedência.

Análise Crítica De Pedidos, Propostas E Contratos – Termos E Condições

Envio de amostras

  • Agendamento de análise: 2 meses de antecedência.
  • Valor cobrado pela análise (análise físico-química e microbiológica):
  • Condições para entrega da amostra:
    • 2 Embalagens fechadas por tipo de produto: 500g cada (Mesmo lote e data de fabricação).
  • Temperatura adequada:
    • Produto resfriado: 2°C a 10°CProduto congelado: -18°C a 0°CProduto em temperatura ambiente  
  • Prazo para entrega do resultado: 10 dias úteis.

Requisitos de Recebimentos de Amostras 

Requisição de Análises

 

 Resultados dos Ensaios

  • É realizado por meio da emissão do certificado de ensaio, solicitado por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., telefone ou presencialmente no laboratório
  • Prazo para entrega do resultado: 10 dias úteis.

Atendimento ao Cliente

A interação entre cliente e o laboratório compreende uma relação de parceria suportada pela boa comunicação e esclarecimento de dúvidas técnicas. O laboratório resguarda a confidencialidade dos dados gerados pelos serviços prestados e a sua transmissão, assegurando a propriedade dos clientes.  

Pesquisa de Satisfação dos Clientes

Registros de Reclamações

Pesquisa de Satisfação de Clientes

 

Endereço

AGÊNCIA GOIANA DE DEFESA AGROPECUÁRIA – AGRODEFESA
Laboratório de Controle de Qualidade de Alimentos – LABQUALI
Rodovia R2, Quadra Área, Lote AR4 s/n Campus II UFG - Goiânia Go
Fones: (62) 3201-2323 (Recepção e Triagem/Secretaria); 3201-2315 (Gerência)
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.