Laboratório da Agrodefesa vai realizar também exames de Mormo e Peste Suína Clássica

Novo escopo de ensaios significa grande avanço nos serviços de análise laboratorial disponibilizados pelo serviço público estadual para atendimento das demandas dos pecuaristas

O Laboratório da Análise e Diagnóstico Veterinário (LabVet) da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), vai iniciar em breve a realização de exames de Mormo para trânsito nacional e Peste Suína Clássica, ambos pela técnica ‘Elisa’. Será um passo fundamental do Serviço Veterinário Oficial do Governo de Goiás no atendimento aos criadores de cavalos e suínos e ao próprio serviço de defesa.

A solicitação para inclusão desses exames no escopo de ensaios já realizados atualmente pelo laboratório foi solicitada no âmbito da auditoria realizada recentemente por técnicos da Coordenação Geral de Acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), visando a manutenção da acreditação do LabVet. Na conclusão dos trabalhos, os auditores Marcelo Steinhagen e Edmilson Freitas incluíram no relatório a recomendação de manutenção da acreditação e a inclusão do novo escopo de ensaios.

Esta é a quarta vez que o LabVet passa por auditoria para manutenção da Acreditação conquistada em abril de 2016 para os diagnósticos de Anemia Infecciosa Equina, Mormo pela técnica de fixação de complemento e Brucelose. Segundo o gerente do LabVet, médico veterinário Rafael Costa Vieira, a manutenção do selo de acreditação do Inmetro para o laboratório da Agrodefesa significa outorgar a competência técnica da unidade, demonstrando que a instituição oferece a máxima confiança em seus serviços e prima pelo bom atendimento aos clientes.

Critérios

No processo de auditoria, o laboratório e toda a equipe de servidores foram avaliados em diversos quesitos, como por exemplo os registros referentes às técnicas empregadas nos ensaios, capacitação do pessoal, a calibração dos equipamentos, a validade dos reagentes, a rastreabilidade dos ensaios, os parâmetros de reprodutibilidade, a garantia de qualidade e a conformidade com a Norma ISO/IEC 17025:2017.

Vieira destaca que os resultados positivos e as novas conquistas do LabVet são decorrentes do apoio decisivo do Governo de Goiás, do empenho da presidência e da diretoria da Agrodefesa, do aporte financeiro proveniente de parceria com o Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária em Goiás (Fundepec) e do comprometimento de toda a equipe de servidores que se empenha para a melhoria contínua do Sistema de Gestão de Qualidade.

Para a próxima auditoria, prevista para início de 2022, a Agrodefesa se prepara para solicitar a ampliação do escopo de ensaios, acrescentando a realização dos exames de Salmonela e Micoplasma, uma demanda crescente dos avicultores de Goiás que atualmente são obrigados a buscar outras unidades da Federação para realização desses exames, o que aumenta despesas e demora nos resultados. Além disso, a Agência continuará atuando de forma a cumprir todas as recomendações da ISO, com o objetivo de manter as acreditações dos escopos já conquistados.

Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) – Governo de Goiás – 3201-3546

Equipe de técnicos do Laboratório de Análise e Diagnóstico Veterinário da Agrodefesa. À direita, os auditores Marcelo Steinhagen e Edmilson Freitas, do Inmetro 

Gerente do LabVet, médico veterinário Rafael Costa Vieira, à direita, proporcionou todo apoio aos técnicos do Inmetro para realização da auditoria

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.