Agrodefesa - Agência Goiana de Defesa Agropecuária

Para o caso de entrega física em um escritório da AGRODEFESA, faça o download e preencha o formulário de Declaração de Vacinação e o Termo de Compromisso.

Esteja atento também a Portaria 886/2014, que fixa o período da vacinação na Etapa Novembro/2014.



 - Aviso de descarte de processos/documentos. Clique aqui para ter acesso a relação.


 

  • Segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa terá início dia 1º de novembro

    O criador que não imunizar seus animais terá de realizar a vacinação assistida por fiscal estadual agropecuário e ainda pagar multa de R$ 7,00 por cabeça. A novidade a partir dessa etapa é a obrigatoriedade da emissão da nota fiscal eletrônica mediante a compra de vacinas contra a aftosa, a brucelose, doenças aviárias e a raiva. Simultaneamente, neste mês de novembro ocorrerá a vacinação contra a raiva dos herbívoros.

     

    Leia mais...
  • PESS intensifica ações de vigilância nas granjas

    Com vistas ao Reconhecimento Internacional pela OIE - Organização Mundial de Saúde Animal -, o Programa Estadual de Sanidade dos Suídeos orienta o criador a observar os percentuais de mortalidade nas granjas e notificar o escritório local para monitoramento

    Leia mais...
  • Agrodefesa participa de revisão das estratégias contra a brucelose e a tuberculose

     

    Estão em curso estudos epidemiológicos de brucelose e tuberculose em vários estados brasileiros, com o intuito de conhecer a situação sanitária destas enfermidades em cada Unidade da Federação (UF). Onde o estudo já foi concluído, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) verificou a eficácia do programa, como também verificou a necessidade de estabelecer novas estratégias condizentes com a nova realidade epidemiológica e sanitária.

    Leia mais...
  • Andav e Agrodefesa acertam procedimentos para ações conjuntas

    A reunião ocorreu nesta quarta-feira e contou com a participação de representantes da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, da diretoria da Agrodefesa e das Gerências de Fiscalização Vegetal e Cadastro e Convênios. A parceria colaborará na divulgação, por exemplo, da obrigatoriedade do cadastramento e recadastramento anual dos estabelecimentos revendedores de produtos agropecuários junto à Agência, bem como outras informações relevantes acerca das obrigações das empresas.

    Leia mais...
  • Treinamento é concluído com propostas de projetos

    Veterinários, zootecnistas e agrônomos que participaram de treinamento na semana passada vão elaborar projetos conforma área de sanidade de sua preferência. Os aprovados serão integrados às gerências relacionadas; os outros integrarão um banco de projetos. No último dia do treinamento, realizado no Parque de Exposições, foram coletadas amostras de sangue dos veterinários presentes para exame sorológico de raiva.

    Leia mais...
  • Quinta Convocação, Edital Nº 005/2014 - Contratação De Agentes de Fiscalização Agropecuária

    O Presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária, no uso de suas atribuições legais e considerando o Resultado Final do Processo Seletivo Simplificado – Edital nº 004/2014-SEGPLAN, CONVOCA as pessoas aprovadas em lista abaixo para o cargo de Agente de Fiscalização Agropecuária – Formação em Técnica Agropecuária, para comparecer nesta Agência/Gerência de Gestão de Pessoas, situada à Avenida Circular, nº 466, Qd. 87, Lt. 02 – Setor Pedro Ludovico, em Goiânia-GO, até o 7º (sétimo) dia após recebimento da carta/convocação via AR, das 08:00 h as 12:00 h e das 14:00 h as 18:00 h. Lista dos aprovados convocados e documentos necessários para posse.

    Leia mais...

    QUARTA CONVOCAÇÃO, EDITAL Nº 004/2014 CONTRATAÇÃO DE AGENTES DE FISCALIZAÇÃO AGROPECUÁRIA

    O Presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária, no uso de suas atribuições legais e considerando o Resultado Final do Processo Seletivo Simplificado – Edital nº 004/2014-SEGPLAN, CONVOCA as pessoas aprovadas em lista abaixo para o cargo de Agente de Fiscalização Agropecuária – Formação em Técnica Agropecuária, para comparecer nesta Agência/Gerência de Gestão de Pessoas, situada à Avenida Circular, nº 466, Qd. 87, Lt. 02 – Setor Pedro Ludovico, em Goiânia-GO, até o 7º (sétimo) dia após recebimento da carta/convocação via AR, das 08:00 h as 12:00 h e das 14:00 h as 18:00 h. Lista dos aprovados convocados e documentos necessários para posse.

    Leia mais...

    Recadastramento anual

    A Gerência de Gestão de Pessoas (GGP) da Agrodefesa solicita mais uma vez o empenho junto a todos servidores, em observância ao Decreto n. 7.974/2013, o qual institui o sobre O Programa de Atualização Cadastral Anual o Estado de Goiás (Recadastramento) que assegurará a manutenção de dados cadastrais atualizados do funcionalismo público, evitará gastos com pessoal que não esteja na folha de pagamento e levantará eventuais inconformidades no pagamento de pessoal, demonstrando, assim, seu compromisso de se mostrar transparente e dinâmico.

    Leia mais...

    Parceria produtiva

    Em carta ao presidente da Agrodefesa, Antenor Nogueira, seu homólogo da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), Ricardo Yano, manifestou profundo agradecimento pela presença e apoio à realização, em maio passado, da 68ª Exposição Agropecuária do Estado de Goiás e 28ª Exposição Internacional de Animais. Para Ricardo Yano, parcerias semelhantes "dignificam o trabalho de todos e engrandecem Goiás e sua gente".

    Leia mais...

    Ambientalmente correta

    A empresa Incinera Tratamento de Resíduos Ltda emitiu documento certificando que, neste ano, a Agrodefesa já encaminho para destruição térmica (incineração), 466 quilos de resíduos diversos, além de 12 lâmpadas para tratamento e gerenciamento em local ambientalmente correto. De acordo com o certificado, a prática da Agência está "em conformidade com as normas aplicáveis da legislação ambiental vigente".

    Leia mais...

    Vazio Sanitário diminui ocorrências de ferrugem asiática na soja

    O vazio sanitário da soja será de 1º de julho a 30 de setembro em todo o estado de Goiás. O período de ausência total de plantas vivas, voluntárias ou cultivadas, no campo deve ser cumprido pelo produtor rural, o qual poderá ser penalizado e ainda comprometer a sanidade e a produtividade da cultura na próxima safra.

    Leia mais...