Agrodefesa - Agência Goiana de Defesa Agropecuária

Realize o download do formulário da Declaração de Vacinação e do Termo de Compromisso.

Esteja atento também a Portaria 182/2014, que fixa o período da vacinação na Etapa Maio/2014.



 - Aviso de descarte de processos/documentos. Clique aqui para ter acesso a relação.


 

  • Labvet confirma raiva em morcegos não-hematófagos em Goiânia

    Os morcegos, independentemente da espécie, podem ser portadores do vírus da raiva e transmiti-lo por acidente ao homem e outros animais, como cães e gatos, quando caem no chão e são tocados por eles. Por isso, é importante e necessária a vacinação anual contra a raiva de cães e gatos, pois a probabilidade de contato e transmissão do vírus entre os morcegos e esses animais é grande. Nos casos confirmados, os mamíferos foram encontrados no bairro Parque Anhaguera II, no Criméia Oeste e no residencial Aldeia do Vale, todos em Goiânia.

    Leia mais...
  • Campanha de vacinação contra a Febre Aftosa começa dia 1º de maio

    Primeira etapa anual será realizada até 31 de maio. O lançamento da campanha está marcado para 30 de abril, em Terezópolis, e contará com a presença do governador Marconi Perillo e outras autoridades do agronegócio. Em maio todo o rebanho de bovinos e bubalinos deve ser imunizado. A declaração de vacinação - documento que o produtor rural deve entregar nas unidades locais da Agrodefesa - está disponível na versão eletrônica, basta acessar o site da Agência. No mesmo período, deverão ser vacinados contra a raiva dos herbívoros, além de bovinos e bubalinos, os equídeos, caprinos e ovinos que se encontrem em propriedades localizadas na zona de alto risco. 

    Leia mais...
  • Produtores optam por continuar vacinando o rebanho contra a aftosa

    O principal argumento é que a localização geográfica do Estado, com mais de 3 mil quilômetros de divisa seca com outras unidades da federação, praticamente inviabiliza um isolamento sanitário eficiente do rebanho, como exige a legislação. Por sugestão da Seagro, foi criado um grupo de trabalho com representantes de todas as entidades presentes, com a missão de elaborar uma proposta de Plano Pecuário para o Estado. O documento será posteriormente levado à discussão com os demais estados do Circuito Pecuário Centro-Oeste, sob o argumento de que a ampliação daria massa crítica importante para o pleito de "área livre de febre aftosa sem vacinação"

    Leia mais...
  • Fronteira do Brasil com o Paraguai já vacina o gado contra Aftosa

    A vacinação contra a febre aftosa começou nas fazendas de Mato Grosso do Sul,  que ficam em uma faixa de 15 quilômetros da fronteira com a Bolívia e o Paraguai, desde o último dia 1º de abril. Nas outras regiões, a campanha de vacinação contra a febre aftosa começará em maio e seguirá o mesmo período de Goiás, por exemplo, se estendendo até 31 de maio. No Mato Grosso do Sul, toda a campanha é acompanhado pelos técnicos da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

    O Paraguai também está em campanha. O último foco da doença registrado por lá foi em 2012, em San Pedro, a 200 quilômetros da fronteira com o Brasil. Desde então, as exportações de carne bovina foram suspensas pela Organização Mundial de Saúde Animal, e o país tenta recuperar o status de área livre de aftosa com vacinação. Há hoje 13 milhões de cabeças de gado no Paraguai.

  • Fiscalização móvel aumenta no primeiro trimestre do ano

    Atuação dos fiscais volantes tem resultado positivo e garante o acesso da população à produtos de origem animal saudáveis. O Estado de Goiás, representado pela Agrodefesa, atua de modo rigoroso para controlar o trânsito irregular de animais e coibir o comércio de alimentos clandestinos

    Leia mais...
  • Sudoeste discute a Helicoverpa

    Desde ontem, 15 de outubro, o presidente da Agrodefesa, Antenor Nogueira, participa da série de palestras sobre a praga helicoverpa na região sudoeste do estado. Nesta terça feita a apresentação foi feita para produtores, estudantes e lideranças rurais de Mineiros.

    Leia mais...

    Parceria produtiva

    Em carta ao presidente da Agrodefesa, Antenor Nogueira, seu homólogo da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), Ricardo Yano, manifestou profundo agradecimento pela presença e apoio à realização, em maio passado, da 68ª Exposição Agropecuária do Estado de Goiás e 28ª Exposição Internacional de Animais. Para Ricardo Yano, parcerias semelhantes "dignificam o trabalho de todos e engrandecem Goiás e sua gente".

    Leia mais...

    Ambientalmente correta

    A empresa Incinera Tratamento de Resíduos Ltda emitiu documento certificando que, neste ano, a Agrodefesa já encaminho para destruição térmica (incineração), 466 quilos de resíduos diversos, além de 12 lâmpadas para tratamento e gerenciamento em local ambientalmente correto. De acordo com o certificado, a prática da Agência está "em conformidade com as normas aplicáveis da legislação ambiental vigente".

    Leia mais...

    Vazio Sanitário diminui ocorrências de ferrugem asiática na soja

    O vazio sanitário da soja será de 1º de julho a 30 de setembro em todo o estado de Goiás. O período de ausência total de plantas vivas, voluntárias ou cultivadas, no campo deve ser cumprido pelo produtor rural, o qual poderá ser penalizado e ainda comprometer a sanidade e a produtividade da cultura na próxima safra.

    Leia mais...

    Concluído relatório sobre a Peste Suína Clássica

    O resultado do inquérito soroepidemiológico em criatórios de suídeos referente ao ano de 2012 já foi remetido ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), executora do inquérito.

    Leia mais...

    Curso sobre sanidade animal em Rio Verde

    A Convite do Sindicato Rural de Rio Verde e da Federação da Agricultura do Estado de Goiás (Faeg), a Agrodefesa promoveu palestra sobre sanidade em bovinos de corte e de leite e o papel do órgão no Estado de Goiás.

    Leia mais...